Manual para Aranhas Truman Portugueses

Tor Project As notícias do passado dia 20, sobre as façanhas do Spider Truman, italiano que decidiu revelar as despesas obscenas dos políticos italianos assim como outras indiscrições (no blog I segreti della casta di Montecitorio), levou-me a pensar no imediato em como seria bom termos portugueses a fazer o mesmo.

O principal problema dos Aranhas em potência é o perigo, bem real, de serem apanhados. Não há métodos 100% seguros, mas podemos descrever formas que, se forem seguidas com cuidado, são muito seguras e, para todos os efeitos, garantem o anonimato do utilizador.

É claro que, não há tecnologia que valha se a pessoa que está a passar a informação falar demais ou se der demasiados pormenores pessoais que a permitam identificar. Este é um problema que ultrapassa a tecnologia e entra no reino do bom senso.

Neste artigo vou mostrar como utilizar a rede Tor. A rede Tor garante o anonimato de quem a utiliza. Para o efeito utiliza várias técnicas que tornam impossível identificar os respectivos utilizadores.

Continuar a ler

Anúncios

Democracy vs Mythology: The Battle in Syntagma Square (via sturdyblog)

Uma visão do problema grego a ter em conta. É este o sentimento do povo grego e, em grande medida, corresponde à verdade.

Democracy vs Mythology: The Battle in Syntagma Square I have never been more desperate to explain and more hopeful for your understanding of any single fact than this: The protests in Greece concern all of you directly. What is going on in Athens at the moment is resistance against an invasion; an invasion as brutal as that against Poland in 1939. The invading army wears suits instead of uniforms and holds laptops instead of guns, but make no mistake – the attack on our sovereignty is as violent and … Read More

via sturdyblog

Não entendo a vossa admiração

A propósito deste post.

A verdade é que o PS/D desde à 30 anos que temos a despesa a subir. Não interessa qual é a cor do governo, não interessa a situação económica do país, a despesa sempre a subir e, como vocês repararam, as justificações de ambos os lados são exactamente as mesmas (afinal de contas, as políticas tb não são assim tão diferentes).

Continuar a ler