Os governos querem fechar a Internet

Estão numa reunião, à porta fechada, a discutir o futuro da Internet. Mais informação aqui (em inglês).

Anúncios

Clean IT – ou Limpar a Internet

A Internet como a conhece está em perigo de desaparecer.

As empresas de publicidade, perseguindo o seu desejo normal de terem cada vez melhores resultados, querem a todo o custo eliminar a navegação anónima na Internet. Ainda ontem se descobriu que o facebook anda a pedir aos utilizadores que denunciem “amigos” que não usem o seu nome real na rede. É bem conhecida a política em relação a nomes adoptada pela Google. Isto para já não falar nos serviços que, graciosamente, se oferecem para guardar toda a nossa informação pessoal (mais uma vez os piores são a Google, a Apple com o iCloud, etc).

Bufo 2.0: como delatar na Internet (roubado daqui)

Continuar a ler

Novas visualizações para artigos no busca tretas

Temos mais dois modos de visualização dos artigos no busca tretas:

  • Modo html – disponibiliza um extracto do artigo, utilizável em qualquer sítio que aceite html;
  • Modo markdown – o extracto é disponibilizado usando a linguagem de formatação markdown, usada no Reddit.

Quando estiver na página de um determinado artigo, basta escolher a opção apropriada no menu.

Hoje dá na net: How governments have tried to block Tor

Na 28º Chaos Communication Congress que se realizou em Berlin, no fim do ano passado, assistiu-se a esta interessante apresentação sobre a técnicas que os vários governos do mundo adoptaram para censurar a Internet, tentando bloquear especificamente a ferramenta Tor que permite navegar anonimamente na Internet. Se quiser aprender a usar a ferramenta Tor pode ver como, aqui.

Em inglês, sem legendas.

Como remover o seu histórico da Web (versão Google)

By tom burke from Morgan Hill, CA, USA (Flickr) [CC-BY-2.0 (www.creativecommons.org/licenses/by/2.0)], via Wikimedia Commons

Estou-me a referir à funcionalidade que a Google oferece, onde guarda de forma automática o seu histórico de navegação, as buscas que efectuou e ainda mais dados. Esta funcionalidade até ao dia 1 de Março é estanque em relação aos outros produtos oferecidos pela Google aos seus utilizadores.

No entanto, a partir de 1 de Março os outros produtos da Google vão ter acesso a este tesouro de informação (não só à informação gerada a partir desse dia em diante, mas a todo o histórico). Esta é informação muito sensível, se tem o serviço activo pode lá encontrar indícios acerca da sua orientação sexual, preferências políticas, religião que professa, produtos que compra e em que lojas, viagens que realizou, problemas de saúde, etc. Em suma, a maior parte da sua vida on-line pode lá estar espelhada, para a maior parte das pessoas, será 100% da vida on-line.

Imagine o quanto não vale esta informação para os clientes da Google. Se tiver, por exemplo, algum tipo de doença e estiver fragilizado. E, de repente, começar a receber anúncios de curas milagrosas para a sua doença. É normal que tente a cura. É o que toda a gente faria. Não pense que este é um caso hipotético, é o que já acontece hoje em dia.

A seguir ao corte mostro como eliminar esta informação.

Continuar a ler

Diga não à ACTA

(Para ligar as legendas inicie em primeiro lugar o filme, a seguir clique no botão ‘CC’ uma vez e, depois do fundo deste botão ficar vermelho, clique outra vez e escolha o idioma na lista que aparece)

A liberdade que desfrutamos na Internet representa uma ameaça muito sensível aos poderes do nosso mundo. É por isso que assistimos todos os dias a tentativas para cercear esta liberdade, para a limitar e estrangular. O Tratado Comercial anti-Contrafacção – ACTA (Anti-Counterfeiting Trade Agreement) – não é mais do que outra destas tentativas. Informe-se neste site.