Bundesbank retira o seu ouro de Nova York e Paris

Será que o ouro está lá? (em inglês) Quando o Chavéz fez o mesmo correu muita tinta.

Anúncios

O Problema da Europa

Valores dos titulos a atingir a maturidade

O gráfico anterior ilustra as necessidades de crédito imediatas de três bombas relógio. As cimeiras europeias não fazem nada para resolver este problema. Tanto a Itália como a Espanha estão a atingir valores de financiamento que fazem com que o roll over destes bonds seja impossível de fazer. Como vai ser?

Papandreou quer referendar plano

Há poucos minutos a Bloomberg noticiou que George Papandreou, primeiro ministro grego, defende que o novo empréstimo e o default controlado de 50%, terão de ser submetidos a um referendo.

Parece que as horas extraordinárias da última Quarta poderão não ter servido para nada.

Aguardam-se desenvolvimentos.

Democracy vs Mythology: The Battle in Syntagma Square (via sturdyblog)

Uma visão do problema grego a ter em conta. É este o sentimento do povo grego e, em grande medida, corresponde à verdade.

Democracy vs Mythology: The Battle in Syntagma Square I have never been more desperate to explain and more hopeful for your understanding of any single fact than this: The protests in Greece concern all of you directly. What is going on in Athens at the moment is resistance against an invasion; an invasion as brutal as that against Poland in 1939. The invading army wears suits instead of uniforms and holds laptops instead of guns, but make no mistake – the attack on our sovereignty is as violent and … Read More

via sturdyblog

Estamos a ser lixados pelos bancos

No dia 6 de Junho, saiu um artigo na Bloomberg que confirma, preto no branco, que as ajudas dadas aos PIIGS não são mais do que artimanhas para sustentar os sistemas financeiros dos próprios PIIGS e do resto da Europa. Notem que este tipo de confirmação, para os que não estão muito dentro destes assuntos, é uma situação é inédita. Há uns meses atrás era absolutamente impensável um artigo como este sair na Bloomberg (em blogs e na imprensa “alternativa” já se conhece esta situação há anos, mesmo deste antes da crise).

Este artigo quer dizer por um lado que estamos de facto é a salvar os bancos da europa central e por outro, nas entrelinhas, começa-se a admitir que o sistema não tem capacidade de se regenerar desta crise. A saída passa então a ser a bancarrota.

Continuar a ler