O TTIP do Pacifico não é melhor que o nosso

e igualmente anti-democrático…

O jornal La Republica do Peru publicou, em colaboração com a Wikileaks, informação sobre o capítulo sobre investimento do TPP (Acordo de Parceria Trans-Pacífico).

Neste capítulo especifica-se que as companhias poderão processar os estados quando estas perdem lucros, ou a expectativa de lucros futuros devido a conflitos sociais ou mudanças nas leis de saúde pública ou ambientais de um dado país.

Tanto o TPP como o TTIP têm sido negociados de forma pouco transparente. Os cidadãos não têm acesso aos documentos de trabalho, os próprios deputados europeus (no caso do TTIP) não têm acesso fácil aos documentos de trabalho. Já o mesmo não se pode dizer do lobistas e empresas, que têm acesso directo e até fazem sugestões sobre os conteúdos.

Pode obter mais informações sobre o TTIP em:

Constitucional rejeita último recurso e obriga António Costa a entregar documentos ao PÚBLICO

  • Data: 2014-03-06 08:43
  • Fonte: Público
  • Autor: José António Cerejo
Ao fim de quatro acções perdidas em tribunal e de dois anos e meio de recusas, Câmara de Lisboa vai ter de cumprir a lei e entregar documentos onde se avaliava as práticas seguidas nas adjudicações de obras municipais. A conferência de juízes da 3.ª Secção do Tribunal Constitucional (TC) rejeitou por unanimidade um recurso apresentado em Setembro pelo município de Lisboa contra uma decisão anterior do TC.

Leia no link seguinte o artigo completo: Constitucional rejeita último recurso e obriga António Costa a entregar documentos ao PÚBLICO Cache

Porque motivo entendem os políticos não serem sujeitos aos escrutínio dos cidadãos em todas as ocasiões?

Os políticos enganam os cidadãos

A lei da limitação dos mandatos foi vendida desta forma:

2005-04-08-Público-Primeira_página

Governo aprovou limitação de todos os mandatos políticos – Público – 8 de Ablil de 2005

Ou

O governo liderado por José Sócrates aprovou a lei que limita a duração dos mandatos para cargos políticos a um máximo de 12 anos ou três mandatos consecutivos. Aqui se incluem primeiro-ministro, autarcas e presidentes dos governos regionais. – TVI24 8 de Abril de 2005

Sem ambiguidades foi anunciado que os dinossauros seriam extintos em breve. Todos sabem qual foi a decisão do Tribunal Constitucional sobre este assunto: passamos a ter dinossauros itinerantes.

O maior problema nesta questão é a facilidade com que os políticos enganam os cidadãos (propositadamente ou por simples incompetência). Esta é apenas mais uma instância em que os cidadãos são burlados pelos políticos.

Mais fraudes e incompetência do estado

O estado português recorre ao arrendamento de imóveis por dois motivos conhecidos:

Evita, através do arrendamento, fazer grandes investimento na construção ou recuperação de instalações para os serviços, ficando, em vez disso, com um custo mensal diluído no tempo. Esta prática, em certas circunstâncias, é uma boa opção de gestão.

Continuar a ler

Medidas Anti-Crise: Vencimentos dos políticos

O governo continua a tomar medidas de estimulo à economia e de combate à crise. A última destas medidas estabelece o fim das indemnizações por despedimento para os contratos a prazo assim como novos limites para a prestação de sobrevivência e de subsídio em caso de morte e a diminuição das indemnizações para os contratos sem termo (os efectivos).

Todas estas medidas fazem parte da estratégia do governo de competirmos no mercado internacional, competirmos nomeadamente com a China através de salários baixos! – São uns génios! – Ainda temos algum caminho a percorrer mas tenho a certeza que, liderados por esta cáfila de iluminados chegaremos a bom porto.

Continuar a ler