Como remover o seu histórico da Web (versão Google)

By tom burke from Morgan Hill, CA, USA (Flickr) [CC-BY-2.0 (www.creativecommons.org/licenses/by/2.0)], via Wikimedia Commons

Estou-me a referir à funcionalidade que a Google oferece, onde guarda de forma automática o seu histórico de navegação, as buscas que efectuou e ainda mais dados. Esta funcionalidade até ao dia 1 de Março é estanque em relação aos outros produtos oferecidos pela Google aos seus utilizadores.

No entanto, a partir de 1 de Março os outros produtos da Google vão ter acesso a este tesouro de informação (não só à informação gerada a partir desse dia em diante, mas a todo o histórico). Esta é informação muito sensível, se tem o serviço activo pode lá encontrar indícios acerca da sua orientação sexual, preferências políticas, religião que professa, produtos que compra e em que lojas, viagens que realizou, problemas de saúde, etc. Em suma, a maior parte da sua vida on-line pode lá estar espelhada, para a maior parte das pessoas, será 100% da vida on-line.

Imagine o quanto não vale esta informação para os clientes da Google. Se tiver, por exemplo, algum tipo de doença e estiver fragilizado. E, de repente, começar a receber anúncios de curas milagrosas para a sua doença. É normal que tente a cura. É o que toda a gente faria. Não pense que este é um caso hipotético, é o que já acontece hoje em dia.

A seguir ao corte mostro como eliminar esta informação.


 

Na minha opinião, as empresas não deveriam ter acesso a este tipo de informação, já que as coloca numa posição de terrível vantagem em relação ao comum cidadão. É por isso necessário estarmos sempre atentos e sermos bastante ciosos da nossa privacidade, eu diria que é fundamental.

Para desligar esta funcionalidade deve fazer o seguinte:

  1. Entrar na sua conta do Google;
  2. Escolher a opção “Definiões da conta”:

  3. Clicar em “Ir para o Histórico da Web”:

  4. Se tiver o histórico activo, então corre perigo. Para o remover o histórico deve clicar em “Remover todo o Histórico da Web”:

  5. E a seguir confirmar clicando em OK.

Neste caso a empresa em foco foi a Google, é claro que todas as empresas estão a jogar o mesmo jogo, por isso a sua informação não estará mais segura se começar a utilizar o Bing (motor de busca da Microsoft) para fazer as suas buscas. O mesmo raciocinio se aplica a qualquer rede social ou, de uma forma geral, a qualquer site onde deixe informação sobre si.

Lembre-se: você não é cliente destas empresas, você é a mercadoria que elas vendem.

 


Este post foi copiado inspirado neste artigo da EFF.

Anúncios

11 thoughts on “Como remover o seu histórico da Web (versão Google)

  1. Helder, a Goolge (e não só) tem provavelmente muito mais informação de si do que você imagina. Mesmo tendo o histórico desactivado…

    Só para terem noção do que “eles” podem saber de cada um de nós basta lembrar o caso AOL 2006. Em 2006 alguém libertou parte da base de dados das pesquisas desse motor de busca. Os utilizadores estão identificados com um número mas, as pesquisas podem identificar quem as fez.

    https://en.wikipedia.org/wiki/AOL_search_data_leak

    Se querem usar um motor de busca que não regista a vossa actividade usem o

    https://startpage.com

    instalem umas extensões (firefox e chrome têm várias) que protejam o vosso browser e já agora, usem software opensource!

  2. A maioria da malta não quer saber de nada disto… Para a maioria não passa tudo de manias de uns quantos paranóicos que têm a mania do “Grande Olho” a observar a MANADA (bela figura representativa da Civilização actual! e que o Troika da Silva aqui nos deixou)…

    Eu utilizo maioritariamente Debian/Open Office/Opera/FireFox (com outra designação em Linux) (com bloqueadores de scripts e cookies em modo de perguntar).

    A partir de 1 de Março vou deixar de utilizar Google e derivados!

    Uso motor de busca DuckDuckGo. Na tenho facebook/twitter/meters/piters/snickers/etc etc

  3. Muito boa a dica, a Google já faz parte de nossa vida de várias formas – celulares, sites e serviços – mas se apropriar de nossos dados dessa maneira já é demais.

    Post divulgado 😉

  4. Eu acho muito bem que as pessoas saibam fazer isso. Embora eu ache mais fácil usar o modo incognito do chrome.

    No entanto as pessoas têm de perceber que o gmail, o picasa, o plus, o flight search, o reader, etc, etc, etc têm custos de manutenção.

    Ao contrário do que diz, o negócio da google é publicidade. Para isso criam plataformas que permitam vender mais e melhor publicidade.

    Os servidores têm custos, os engenheiros têm custos. O mundo infelizmente precisa de dinheiro.

    Além de mais a mim até me agrada que o google sugira-me melhor publicidade. Se estou à procura de um restaurante porque não aceitar a sugestão do google?

    Anda tudo muito preocupado com a privacidade, mas muitos não têm o mínimo pudor em expor-se publicamente no facebook e nos blogs.

    Existem limites, mas no global o google conhecer o meu histórico de pesquisas não me parece abusivo. É um trade-off que conheço e aceito, bons serviços sem custos directos.

  5. #8

    Não digo em lado nenhum que o negócio da google não seja a venda de publicidade. O que distingue a google dos outros vendedores de publicidade é exactamente o facto de ter uma grande quantidade de informação sobre o público alvo. Esse público somos nós, dai sermos nós a mercadoria que a google vende. Enquanto a google se portar de uma forma ética, não há na realidade problema. Não temos é garantias nenhumas que esse comportamento se mantenha.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s