O TTIP do Pacifico não é melhor que o nosso

e igualmente anti-democrático…

O jornal La Republica do Peru publicou, em colaboração com a Wikileaks, informação sobre o capítulo sobre investimento do TPP (Acordo de Parceria Trans-Pacífico).

Neste capítulo especifica-se que as companhias poderão processar os estados quando estas perdem lucros, ou a expectativa de lucros futuros devido a conflitos sociais ou mudanças nas leis de saúde pública ou ambientais de um dado país.

Tanto o TPP como o TTIP têm sido negociados de forma pouco transparente. Os cidadãos não têm acesso aos documentos de trabalho, os próprios deputados europeus (no caso do TTIP) não têm acesso fácil aos documentos de trabalho. Já o mesmo não se pode dizer do lobistas e empresas, que têm acesso directo e até fazem sugestões sobre os conteúdos.

Pode obter mais informações sobre o TTIP em:

Anúncios