As Cobaias da Casa Pia

Quinhentas e sete crianças, da Casa Pia, foram utilizadas como cobaias num estudo para determinar os efeitos neurocomportamentais da utilização de amálgamas contendo mercúrio nos dentes. Este estudo durou 8 anos, de 1997 a 2005, as crianças teriam entre 8 a 10 anos em 1 de Janeiro de 1997. O estudo foi conduzido, em conjunto, por elementos da Universidade de Lisboa e da Universidade de Washington. O paper que descreve este estudo, Neurobehavioral Effects of Dental Amalgam in Children (PDF em inglês), foi publicado no “The Journal of the American Medical Association“, um jornal científico, com peer-reviewing, que é um dos mais conceituados do mundo na sua área.

À primeira vista este estudo seguiu todas as normas, no entanto, o facto de usarem crianças para testes clínicos é desde logo bastante duvidoso. Ainda mais estranho, quando são do conhecimento geral os riscos para saúde que o contacto com o mercúrio pode originar, existem inclusive campanhas para proibir o uso de mercúrio nos dentes.

É assim, com alguma expectativa e ansiedade, que espero pelas 21 horas para ver na RTP 1 a reportagem de Rita Marrafa de Carvalho, no programa Edição Especial – As Cobaias, sobre este estudo e a forma como foi feito.

Edição: A reportagem está disponível aqui.

Anúncios

8 thoughts on “As Cobaias da Casa Pia

  1. Também Hitler fez com crianças e adultos várias experiências durante pelo menos a II guerra mundial – vi reportagens há muitos anos
    Embora o que sucede aqui não seja tão grave (mesmo sendo muito grave) o facto é que sempre se usou o “chumbo” em odontologia e meu irmão, quem sabe, morreu como morreu 30 anos depois de ter “chumbo na dentição” – a mim arranjaram-me os dentinhos com “ouro” mas sugiro a que NINGUÉM o faça e não vou aqui explicar porquê – perguntem (mas eventualmente não a dentista que é do que vive) – e também “sei” que há quem use “material natural de dentes de pessoas que ” que nunca se sabe qual a origem e que pode ser de pessoa com “sida” – e também vi reportagem em TV é claro – e se é mentira ou não eu pendo para ser “verdade” porque se faz dinheiro não importa onde e como – ça dépend

  2. Olha agora!!! Mas qual o problema de utilizar crianças? Não é prática comum em África e em algumas cidades americanas, que curiosamente utilizam também crianças de orfanatos e casas semelhantes? Ou só porque é no nosso quintal é que é escandaloso? Ou será porque como são crianças ninguém lhes paga para servirem de cobaias? Se calhar é mesmo só por isto tudo…
    O Complexo Mafioso Médico-Farmacêutico já fez, quer em África, quer na América, (em Nova Iorque num Orfanato) testes com drogas para a fraude que dá pelo nome de “VIH”/SIDA… E para testar não sei o quê!… Pois segundo os próprios fabricantes das drogas elas servem para algo que não o tratar/curar a infecção pelo “VIH” e/ou o SIDA, provavelmente só servem mesmo para os LUCROS BILIONÁRIOS que as Corporações Mafiosas entretanto obtiveram…

    De resto isto estamos a ficar tipo a Christine Lagarde armada em parva a falar das crianças de África!

  3. Acho que a revolta não deve ser criada só porque são crianças, mas sim porque já chega de uso abusivo de pessoas e de animais para cobaias!

  4. Não será do domínio público, mas nos anos 70 – não esquecer que o Protocolo de Genebra, que proíbe o uso de armas químicas, foi assinado em 1925 – o Senado dos EU, em nome da sacrossanta Segurança Nacional, permitiu a difusão, através dos escapes de automóveis preparados, de gases tóxicos em algumas cidades americanas para testar o seu efeito entre a população. A corrida ao armamento entre russos e americanos durante a chamada Guerra Fria nunca respeitou o Protocolo. e uns e outros competiam nessa loucura da procura pela derradeira arma. Se não respeitam as seus próprios cidadãos – há relatos de terem até usado soldados para testar o efeito da radiação atómica durante ensaios nucleares – como se pode exigir que respeitem os de outros países? É um verdadeiro desafio de lógica perceber como é que um povo que conseguiu um desenvolvimento técnico tão marcante, nunca conseguiu sair da barbárie.

  5. hoje veio o provedor falar desta reportagem onde os dentistas se queixavam da mesma mas nenhum disse que isso é a alma do negócio deles pois o preço que se paga para chumbar um dente dá para comprar amalgama para 110 a 120 dentes num chumbo ganham 109 a 119 belo negócio não é? fora o resto dos actos ortodonticos. deve ser das profissoes mais bens pagas em portugal não é à toa que o SNS não possui um plano de saude dentária já o teve até aos anos 80

  6. será que os americanos que vieram fazer o estudo são descendentes de nazis fugidos para america no apos guerra ?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s