Serviços Humorísticos

Os Serviços de Informações portugueses são umas construções que parecem ter sido feitas para divertir o pessoal, por outro lado, se os levarmos a sério, ficamos absolutamente aterrorizados. Por isso prefiro não os levar a sério.

Fazendo uma investigação on-line facilmente se encontram dezenas de casos de fugas de informação, algumas destas fugas têm claramente objectivos políticos, outras parecem perseguir objectivos meramente pessoais.

Mas não nos ficamos pelas fugas, nos nossos serviços de informações há de tudo!


Há relações estreitas com a maçonaria, participação em negócios, escutas telefónicas (que por lei os serviços não podem fazer – mas fazem), etc.

Existem, inclusive, serviços de informações que supostamente não existem, por exemplo serviços de informações militares (CISMIL) – cujas funções deveriam ser desempenhadas pelo SIED e que só prestam informações ao Conselho de Fiscalização do SIRP quando lhes dá na telha (com o excesso de generais e almirantes que temos, bem podiam fazer uns relatórios de quando em vez…).

Depois temos serviços de informações da PSP e da PJ e nem me dou ao trabalho de falar do alegado serviço de informações privado do José Sócrates. Com isto não me admirava que a GNR tivesse agentes no terreno a controlar os rebanhos no meio do Alentejo, nunca se sabe, podem ser subversivos.

É uma festa pândega do principio ao fim. (Este link é um bocado maçudo, mas documenta todas as afirmações que fiz neste artigo, usando fontes fidedignas.)

Como último sketch desta comédia, temos o caso Nuno Simas, cujas comunicações telefónicas foram devassadas a mando do SIED, na sequência da publicação de um artigo sobre o mal-estar dentro das secretas. Podia-se ler, na imprensa, o seguinte sobre este caso:

Segundo o jornal, às mãos de Jorge Silva Carvalho, então director do SIED, chegaram seis páginas A4 e o documento foi intitulado com o nome de código “Lista de compras”. O semanário reproduz hoje cópias desses documentos, onde aparecem registos detalhados de todos os telefonemas e SMS enviados por Nuno Simas, entre 19 de Julho e 12 de Agosto de 2010. Na lista, a que o Expresso teve acesso, é possível identificar todos os registos telefónicos, os seus destinatários, nos diferentes dias e horas, e ainda a duração de cada chamada. A lista identifica poucos destinatários pelo nome. [Público]

Foi perfeitamente identificada a figura que recebeu a informação sobre o jornalista do Público. Quem se der ao trabalho de ler o artigo lincado, ficará a saber também de um outro operacional do SIED que participou nesta operação (curiosamente foi exonerado entretanto…).

Tendo em conta o anterior era perfeitamente expectável a notícia do dia 22, onde se afirma que as “Secretas” não conseguem concluir se houve espionagem a ex-jornalista do PÚBLICO (só um parêntesis, chateia-me que os media chamem “secretas” aos nossos serviços de informações, afinal de contas estes são muito mais eficientes a difundir do que a manter secreta a informação, enfim).

Ainda menos surpreendente é o facto do desgraçado da Optimus que obteve a informação ter sido constituído arguido!!!

Parece que tendo ele sido mau (o funcionário da Optimus), vai ser castigado e assim, parece, apenas para ele anda o mundo concertado. Espero que seja poeta!

Edição: gralhas.

Anúncios

4 thoughts on “Serviços Humorísticos

  1. Excelente trabalho! Já te há-de ter proporcionando uma fichinha num desses queridos serviços. 🙂

  2. Eu só sei que nada sei!!! Esse tal Nuno Simas não foi nomeado por este Governo para Director Adjunto da Agência estatal LUSA? o QUE TERÁ A VER ESTA NOMEAÇÃO COM O CASO DETALHADO ATÉ À EXAUSTÃO PELO EXPRESSO? DESCULPEM SE SOU INJUSTA MAS É QUE NÃO CONHECIA O SIMAS DE LADO NENHUM. Há duas pessoas que conheço. o Padrinho Balsemão e o Afilhado Nuno Vasconcelos.
    O que tem isto a ver? A guerra surda entre os dois que me está a inspirar para um guião de telenovela. O Padrinho manda os acólitos atacar o Afilhado. Diz o Crespo até à exaustão: Mas quem é o Vasconcelos? Quem é a ONGOING? De onde vem tanto dinheiro. TVI para aqui, Socrates para acolá. Inquérito Parlamentar. Crespo volta a insistir. Balsemão vem depor pela asfixia da liberdade de Imprensa, Vêm os acólitos todos. E supremo gozo, vem o Branquinho do PSD bramar: quem é a ONGOING?, Quem é o Vasconcelos?, de onde vem o dinheiro? Vem o Vasconcelos e explica de onde vem o dinheiro etc.- E “GANDA SUPRESA” o Agostinho Branquinho é contratado pela ONGOING para Administrador da mesma no Brasil, longe de Portugal para não ouvir as “bocas” E digam lá que a farsa das escutas não está ligada a isto tudo. Em breve saberemos, pois não depende do “Bildenberg”. Obrigada.

    • É por causa destas histórias todas que eu considero tudo isto uma comédia, de fraca qualidade é certo, mas uma comédia. As intenções são transparentes, anda tudo nas páginas dos jornais…

      Se eu tivesse algum tipo de poder sobre o que se passa nos serviços de informações, a primeira coisa que fazia era extinguir os serviços e refundar um serviço de raiz com gente absolutamente nova (calculo que haja gente de grande qualidade nos actuais serviços, mas como estão as coisas, numa área tão sensível, não há forma de confiar em ninguém). A confusão actual vem desde o 25 de Abril.

      Neste caso concreto, como é possível não haver registo da investigação ao Nuno Simas? Ou são incompetentes, ou então estão a trabalhar por conta própria. Ambos os casos são absolutamente inadmissíveis.

      Edição: É claro, o SIED nunca poderia fazer esta investigação.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s