Galeria a céu aberto


No slideshow anterior podem apreciar uma sequência de trabalhos de artistas desconhecidos. As fotos foram obtidas de uma forma simples e não planeada e cobriram todos os trabalhos que eu pude recolher sem correr riscos, em 10 minutos. Não me esforcei muito.

Infelizmente não tive a sorte de encontrar nem um Banksyzinho para amostra. Pena aqui não ser como no Porto. Talvez os nossos artistas estejam a guardar o melhor só para eles!?

Entretanto vou escrever para a secretaria de estado do turismo pedindo para incluírem, sem demora, estas galerias nos roteiros turísticos. Pensem no dinheiro que vamos ganhar!

Anúncios

5 thoughts on “Galeria a céu aberto

    • O problema é que a cultura é a mesma. Procura, nos sites que tens lincado nestes posts, vais encontrar informação específica em com como fazer tags e apurar o tipo de fonte (que raio de paranóia). É claro, trabalho decente é feito apenas por uma minoria muito restrita (normalmente trabalho pago – perfeitamente legal – sempre se fizeram murais). A maior parte é como esta galeria e até um tipo em luta contra a infâmia das paredes monocromáticas concordará que têm um aspecto de m*rda.

      E nota que o anterior não é de forma alguma malicioso, eu se tivesse visto um trabalho decente tb o publicaria. Estas fotos (exceptuando os comboios) foram tiradas na Estrada de Telheiras, da saída do metro até à Biblioteca Municipal. Aqui em Lisboa podes andar muitos meses sem encontrar outra coisa que não seja estes exemplos. Está errado e não devia ser tolerado.

      • A tag pode ser arte, o que é raro, ou mera marcação tribal de território. É essa a diferença cultural, e mesmo social. As tags territoriais são herdeiras da velha pichagem, e acho muito bem que sejam combatidas.
        Grafitos, e tags de arte, que as há e tens aí uma ou duas, derivam sim dos clássicos murais e são arte gratuita, que felizmente começa a ser contratada até porque alguns políticos lá conseguiram perceber tratar-se da melhor forma de combater as tags.
        Já agora, os bons murais vão sendo localizáveis, por exemplo aqui http://streetartview.com/

  1. Pingback: Banksy, Street Art e Vandalismo | Aventar

  2. Pingback: Vandalismo, sem Banksy | Aventar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s